Como é trabalhar em Scrum?

Entenda como a rotina de processos ágeis nos ajudam a fazer entregas mais rápidas e com qualidade.

Quem trabalha na área de tecnologia já deve ter escutado ou até já trabalha com metodologias  e frameworks ÁGEIS no seu dia a dia, mas afinal, o que é Scrum?


O Scrum é um framework ágil utilizada no planejamento e gestão de projetos, que basicamente é o trabalho dividido em ciclos, que chamamos de Sprints. Cada Sprint representa um período de tempo pré definido, o Time Box, que pode variar entre 2 a 4 semanas, que após definido, não é mais alterado, no qual um conjunto de atividades deve ser executado.



Créditos: https://www.visual-paradigm.com/scrum/what-is-sprint-in-scrum/


Os papéis

Para que esta metodologia funcione no dia a dia, devemos delegar papéis, que são cruciais para o funcionamento desta rotina e realização das entregas.
O primeiro que leva o nome da metodologia é o Scrum Master, é a pessoa que pode ajudar o time com qualquer coisa que o time precise. Também é conhecido como Líder servidor. Ele resolve os impedimentos, organiza as cerimônias, entende as necessidades do Product Owner, é mediator conflitos.

O Product Owner, é o "dono do produto". É ele que vai dizer ao time o que ele quer que seja entregue no final de cada Sprint, ele é a pessoa que define o que vai agregar valor ao seu produto.

E por fim temos o Scrum Team, que são todos os profissionais que irão realizar as atividades, em todas as semanas e reportando ao Scrum Master suas dificuldades, seus blockers, assim ele e o Product Owner podem desenhar maneiras de ajudar o time a chegar na entrega desejada.

Mas vale lembrar que nenhum papel do Scrum tem menos ou mais importância que o outro, todos caminham de mãos dadas para realizar uma entrega completa.

A metodologia na prática

As funcionalidades a serem implementadas em um projeto são mantidas em uma lista que é conhecida como Product Backlog.

No início de cada Sprint, faz-se um Sprint Planning Meeting, ou seja, uma reunião de planejamento na qual o Product Owner prioriza os itens do Product Backlog e a equipe seleciona as atividades que ela será capaz de implementar durante o Sprint que se inicia, essas atividades então definem o Sprint Backlog.

Para que os processos sejam seguidos conforme a metodologia Scrum, diariamente é realizada a Daily meeting ou stand up meeting, uma reunião diária de 15 minutos onde todos do Scrum team, contam uns aos outros o que estão fazendo, o que farão assim que finalizar a tarefa em execução e se tem algo que esta impedindo que realize as suas atividades.

No final
da Sprint, é realizada a Review meeting, onde o Scrum team apresenta ao Product Owner o que foi realizado/ desenvolvido.
Após a Review meeting, é realizada a Retrospective meeting, onde o time entende o que foi bom e o que não foi tão bom assim e precisa ser melhorado, criando plano de ação para ser trabalhado durante a próxima sprint, e assim reinicia o Ciclo.

Abaixo segue uma ilustração do Scrum:

 


Mas o por quê períodos curtos?

Quando definido uma quantidade limitada de atividades para se realizar em um período de tempo como 2 semanas, temos uma probabilidade menor de errar, e se por acaso houver um erro, a quantidade correções é menor do que a realizada e entregue depois de um ano por exemplo, evitando desperdício de tempo.

Vamos exemplificar, em um processo de desenvolvimento de um software:

Antigamente, quando precisávamos desenvolver um software, ficávamos um longo período entendendo o quê o responsável queria no final, depois disso, passávamos muito tempo desenvolvendo, e quando entregávamos o software depois de um longo período entendendo e desenvolvendo para o cliente, aquilo poderia não fazia mais sentido.

No Scrum, começamos com a entrega do básico, com o mínimo que esse produto precisa para funcionar. Depois da primeira versão com entregas constantes e incrementais, outras funcionalidades são desenvolvidas conforme a necessidade real do Product Owner.

Assim garantimos um processo de melhora constante, rápido, com erros controlados e com a entrega final de acordo com o que é pedido!


Texto por: Marcia Garcia, Scrum Master com 9 anos de experiência.